universidade federal do tocantins uft campus · pdf file universidade federal do tocantins...

Click here to load reader

Post on 26-Jun-2020

0 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS – UFT

    CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE PALMAS

    PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO MESTRADO PROFISSIONAL EM

    GESTÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS

    REJANE CARDOSO REZENDE

    O TRABALHO NO ÂMBITO DE UMA UNIVERSIDADE PÚBLICA FEDERAL E

    SEU REFLEXO NO BEM-ESTAR DOS TÉCNICOS-ADMINISTRATIVOS

    PALMAS - TO

    2018

  • REJANE CARDOSO REZENDE

    O TRABALHO NO ÂMBITO DE UMA UNIVERSIDADE PÚBLICA FEDERAL E SEU

    REFLEXO NO BEM-ESTAR DOS TÉCNICOS-ADMINISTRATIVOS

    Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação

    Strictu Sensu Mestrado Profissional em Gestão de

    Políticas Públicas, da Universidade Federal do Tocantins

    - UFT, como requisito parcial para a obtenção do título

    de Mestre em Gestão de Políticas Públicas.

    Orientadora: Profa. Dra. Juliana Ricarte Ferraro

    Palmas – TO

    2018

  • À Deus,

    À minha família, amigos e colegas servidores

  • AGRADECIMENTOS

    A Deus, Autor da vida e meu Rochedo que no Seu infinito Amor e Justiça me conduziu

    durante todo mestrado. A Jesus, meu Amigo e meu Amparo, Luz nesta jornada!

    A minha família, e minha mãe em particular, que tornou os meus dias mais leves,

    proporcionando um ambiente harmonioso no nosso lar, um ambiente favorável aos estudos e a

    criatividade – meu imenso amor!

    Aos meus colegas de mestrado, que hoje chamo, AMIGOS. Construímos laços sólidos

    e fraternos que carregarei por toda vida. Jordana, Ustana, Gilberto, Geraldo, Pedro, Oldiley,

    Joel, João Batista, Marco Aurélio e André, muito obrigada!

    A minha equipe de trabalho, que são muito mais que colegas, pois o ambiente de

    trabalho propicia vínculos de amizade, companheirismo e ajuda mútua. Minha imensa gratidão

    por assumirem o setor neste tempo em que me afastei para os estudos!

    Aos meus amigos e à Comunidade Canção Nova na qual encontrei uma família para a

    missão a mim confiada, obrigada pelo apoio e incentivo: Ana Carla, Paula Karine, Ester Leal,

    e meus irmãos!

    A minha orientadora, Professora Juliana Ricarte Ferraro, agradeço imensamente, pois

    sem me conhecer, aceitou conduzir e orientar minha dissertação, obrigada pela confiança!

    A Professora Ana Lúcia de Medeiros pela atenção e contribuição nesta dissertação,

    minha imensa gratidão!

    A Professora Elisabeth Aparecida C. Menezes, membro da banca, pelas valiosas

    contribuições neste estudo.

    Aos Professores do Programa de Pós-Graduação em Gestão de Políticas Públicas –

    GESPOL – obrigada por partilharem seus conhecimentos!

    Ao estatístico Galttieri Ferreira Tavares, obrigada pela paciência em me conduzir no

    mundo complexo e denso da estatística!

    Aos servidores técnico-Administrativos da Universidade que contribuíram com esta

    pesquisa. Encontrei as portas abertas por onde passei e fui acolhida com muita atenção e

    carinho! Eternamente grata!

  • “Nossos conhecimentos fizeram-nos céticos;

    nossa inteligência, empedernidos e cruéis.

    Pensamos em demasia e sentimos bem pouco.

    Mais do que de máquinas, precisamos de

    humanidade. Mais do que de inteligência,

    precisamos de afeição e doçura. Sem essas

    virtudes, a vida será de violência e tudo será

    perdido”.

    Charles Chaplin, em “O Grande Ditador”

    (trecho do discurso final)

  • RESUMO

    O presente estudo teve como objetivo a análise da percepção dos técnicos-administrativos de

    uma universidade pública federal em relação aos níveis de satisfação e insatisfação de seu

    contexto de trabalho com base em três fatores intervenientes: satisfação com relações

    hierárquicas (SRH), satisfação com ambiente físico do trabalho (SAFT) e satisfação intrínseca

    no trabalho (SIT). Buscou na literatura que trata da ciência do trabalho o referencial sobre o

    tema proposto. A hipótese levantada foi a de que o fator intrínseco do trabalho promove em

    maior grau a insatisfação no trabalho dos técnicos-administrativos da Universidade em relação

    aos demais fatores. Os resultados da pesquisa refutaram tal hipótese. A amostra foi representada

    por 449 servidores alocados numa distribuição proporcional por Câmpus e Reitoria. Realizou-

    se aplicação de dois instrumentos para a coleta de dados: um questionário para o levantamento

    dos dados sociodemográfico e profissional e outro para a avaliação da satisfação no trabalho, o

    S20/23, validado por Câmara e Carlotto (2008). Os resultados mostraram uma satisfação

    moderada dos servidores em relação aos fatores de satisfação no trabalho cuja média geral

    pontuou 3,43 e nas 3 dimensões alcançou os seguintes índices: Satisfação com Ambiente Físico

    de Trabalho (média geral 3,64); Satisfação Intrínseca no Trabalho (média geral 3,38) e

    Satisfação com Relações Hierárquicas (3,35). O diagnóstico apresentado pela pesquisa poderá

    contribuir para a construção de um programa de melhoria do contexto de trabalho da Instituição.

    Palavras-chave: Satisfação no Trabalho. Insatisfação no Trabalho. Técnicos-Administrativos.

    Universidade Federal do Tocantins.

  • ABSTRACT

    This work aimed to analyze the perception of the administrative technicians public servants of

    a public federal university in relation to the levels of satisfaction and dissatisfaction in their

    work environment based on three intervenient factors: Satisfaction Regarding Hierarchical

    Relations (SRH), Satisfaction regarding Physical Work Environment (SAFT) and Intrinsic

    Satisfaction at Work (SIT). The hypothesis proposed was that the intrinsic factor promotes a

    greater dissatisfaction degree on the administrative technicians of the university when faced

    with the other factors. The results of the research refuted such proposal. The sample was

    represented by 449 public servants allocated in a proportional distribution by Campus and

    Rectory. Two instruments were applied for data gathering: one survey for sociodemographic

    and professional data and other for evaluation of satisfaction at work, the S20/23, validated by

    Câmara and Carlotto (2008). Correlations and associations were done among collected data to

    identify factors that influence on satisfaction at work. The results show a moderate satisfaction

    of the public servants regarding the satisfaction at work factors: Satisfaction regarding the

    Physical Work Environment (general average 3,64); Intrinsic Satisfaction at Work (general

    average 3,38) and Satisfaction regarding Hierarchical Relations (3,35). The diagnoses presented

    by this research will be able to contribute to the construction of a Quality of Life at Work

    Program at the institution.

    Keywords: Satisfaction at Work. Dissatisfaction at Work. Administrative Technicians.

    Universidade Federal do Tocantins.

  • LISTA DE ILUSTRAÇÕES

    Figura 1 - Localização geográfica das unidades administrativas da UFT ...................... 58

    Figura 2 – Organograma da Fundação Universidade Federal do Tocantins – UFT ........ 59

    Gráfico 1 - Relação entre SRH e naturalidade ................................................................ 73

    Gráfico 2 - Relação entre SAFT e naturalidade .............................................................. 73

    Gráfico 3 - Relação entre SIT e naturalidade .................................................................. 74

    Gráfico 4 – Diagrama de caixa e bigodes para verificação da distribuição das variáveis

    satisfação e escolaridade .................................................................................................. 76

    Gráfico 5 – Histograma do tempo de serviço na UFT ..................................................... 80

    Gráfico 6 – Relação da SIT com cargo de chefia ............................................................ 83

    Gráfico 7 – Relação da SAFT com a satisfação na carreira profissional ........................ 87

    Gráfico 8 – Relação da SRH com a satisfação na carreira profissional .......................... 87

    Gráfico 9 – Relação da SIT com a satisfação na carreira profissional ............................ 87

    Gráfico 10 – Relação da SHT com a percepção cotidiano do trabalho ........................... 90

    Gráfico 11 – Relação da SAFT com a percepção cotidiano do trabalho ......................... 90

    Gráfico 12 – Relação da SIT com a percepção cotidiana do trabalho ............................. 90

    Gráfico 13 – Relação da SRH com a pretensão de continuar no serviço público ........... 93

    Gráfico 14 – Relação da SAFT com a pretensão de continuar no serviço público ......... 93

    Gráfico 15 – Relação da SIT com a pretensão de continuar no serviço público ............. 94

    Gráfico 16 – Aspectos q

View more